Início Indicadores Instituições Links Créditos Fale conosco
 
Links < voltar
 

Os indicadores divulgados foram construídos a partir do universo de dados coletados em Instituições Governamentais, as quais compõem a rede de atendimento da criança e do adolescente no município de Joinville.

Além de oferecer um retrato em números, este Diagnóstico permite identificar as diferenças entre as diversas regiões de situação urbana, mostrando os melhores e os piores desempenhos.

O Projeto foi construído a partir de dados brutos, referentes ao ano de 2008, coletados junto à Secretaria de Assistência Social, Delegacia da Mulher, Secretaria da Saúde (SINASC, SIM e SIH), Secretaria Municipal de Educação, Secretaria Estadual de Educação (Censo Escolar) e Conselho Tutelar¹. Foram utilizados ainda dados do IBGE do Censo Demográfico de 2000, (agregados por setor censitário e microdados), com o propósito de comparar com futuros resultados censitários a partir de 2010.

Antes de iniciar a análise dos indicadores foi necessário efetuar uma auditoria nos bancos de dados, a fim de corrigi-los e padronizá-los - utilizando como base a lista oficial de ruas da Fundação Instituto de Pesquisa e Planejamento para o Desenvolvimento Sustentável de Joinville (IPPUJ) e o Código de Endereçamento Postal (CEP). Tal procedimento evitou registros duplicados e incompletos, bem como tabulação de dados em endereços incorretos.

Os dados foram organizados em dois grupos:

a) Perfil Socioeconômico, que compreende variáveis relacionadas às características da população, dos domicílios, dos responsáveis por domicílios e características das famílias;

b) Direitos fundamentais da criança e do adolescente, previstos no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), que compreendem cinco eixos: Vida e Saúde; Educação, Cultura, Esporte e Lazer; Convivência Familiar e Comunitária; Liberdade, Respeito e Dignidade; Profissionalização e Proteção no Trabalho. Cada informação (dado) foi relacionada ao local de moradia da criança ou do adolescente, ou ao setor censitário de 2000, sendo computada de acordo com a unidade geográfica ao qual pertence.

 

O processo de análise envolveu dois critérios:

- Na análise dos indicadores referentes ao perfil socioeconômico, os dados foram agrupados por Quartis² e foram utilizados Boxplots³ que permitiram a identificação da medida de tendência central (mediana), dispersão (acima ou abaixo da mediana) e outliers, correspondente aos valores extremos (fora do padrão).

- Na análise dos indicadores dos direitos fundamentais (cinco eixos), foi utilizado o software PRADIN 3.0⁴, o qual permite agrupamento por Quintis5, ou por vizinhança; a fim de se obter a classificação dos indicadores em cinco faixas (ótimo – bom – regular – ruim – péssimo) , sendo o conceito “ótimo” correspondente ao melhor indicador e o conceito “péssimo” correspondente ao pior indicador.

No documento disponível para download Volume I - Indicadores por Unidade Geográfica, os indicadores são apresentados em páginas individuais conforme a classificação definida. Também trazem a informação sobre a desigualdade intraurbana, que representa a diferença proporcional entre o maior e o menor valor de cada indicador apresentado. Devido à baixa densidade populacional, as Zonas Industriais Norte e Tupy, não foram consideradas no cálculo da desigualdade.

____________

1. Os dados do Conselho Tutelar não foram disponibilizados em tempo hábil para publicação neste volume.

2. Na estatística descritiva, um quartil é um dos três valores que divide o conjunto ordenado de dados em quatro partes iguais. Assim cada parte representa 1/4 da amostra ou população. Ver TRIOLA, Mario F.; Introdução à Estatística - Rio de Janeiro: LTC, 2005.

3. Boxplots são gráficos que apresentam valores centrais dos dados e alguma informação a respeito da amplitude deles. São construídos a partir de medidas de quartis e apresentam informações sobre dados discrepantes, ou seja, dados extremos.

4. Pradin 3.0 - Programa para Apoio à tomada de Decisão baseda em Indicadores, que permite técnicas de ‘‘análise multicritério’’, desenvolvido por Paulo de Martino Jannuzzi (ENCE / IBGE).

5. Na estatística descritiva, um quintil é qualquer um dos valores de uma variável que divide o seu conjunto ordenado em cinco partes iguais.

 
Glossário:
 

Abastecimento de água
Abastecimento, com canalização interna, proveniente de rede geral, com distribuição interna para pelo menos um cômodo; com canalização interna, proveniente de poço ou nascente, localizado ou não na propriedade, com distribuição interna para pelo menos um cômodo; com canalização interna, de outra proveniência, mas quando o reservatório (ou caixa) abastecido por carro-pipa, água de chuva, etc.) para distribuição interna para pelo menos um cômodo; sem canalização interna, proveniente de rede geral, canalizada para a propriedade, sem haver distribuição interna para qualquer cômodo; sem canalização interna, proveniente de poço ou nascente, localizado ou não na propriedade, sem haver distribuição interna para qualquer cômodo; e sem canalização interna, de outra proveniência, quando a água utilizada no domicílio for apanhada em fonte pública, poço ou bica localizados fora da propriedade e sem haver distribuição interna para qualquer cômodo.

Adolescente
Segundo o Estatuto da Criança e do adolescente (ECA) são considerados adolescentes as pessoas com idade de 12 a 18 anos incompletos.

Anos de estudo
Essa classificação foi obtida em função da última série concluída com aprovação, no nível ou grau mais elevado, que a pessoa de 5 anos ou mais de idade, na data de referência, estava freqüentando ou havia freqüentado.

Consultas no pré-natal
Serviço que tem por objetivo cuidar da saúde das gestantes, desde o início da gravidez até às vésperas do parto.

Crianças
Segundo o Estatuto da Criança e do adolescente (ECA) são consideradas crianças pessoas com até 12 anos incompletos.

Defasagem idade/série
Proporção de pessoas freqüentando uma determinada série escolar com idade superior (dois anos ou mais), àquela pedagogicamente recomendada para a referida série.

Densidade demográfica
Número de habitantes por unidade de superfície (habitantes/km2).

Densidade de moradores por dormitório
Número de moradores dividido pelo número de cômodos utilizados como dormitório no
domicílio particular permanente.

Destino do lixo
Classificação do destino do lixo em: coletado, quando recolhido por serviço de limpeza que atendesse ao logradouro onde se localizasse o domicílio, ou quando depositado em caçamba do serviço de limpeza; queimado, quando o lixo passasse por esse processo no terreno onde se localizasse o domicílio; enterrado, quando o lixo fosse soterrado no terreno onde se localizasse o domicílio; colocado em terreno baldio, quando o lixo fosse assim destinado; e outro, quando fosse dado qualquer outro destino ao lixo que não se enquadrasse nas categorias anteriores.

Domicílio particular
Domicílio particular destinado à habitação de uma pessoa ou de grupo de pessoas cujo relacionamento seja ditado por laços de parentesco, dependência doméstica ou, ainda, normas de convivência, localizado em casa, apartamento ou cômodo e destinado à moradia.

Domicílio particular próprio (ocupado)
De propriedade do(s) residente(s), podendo estar quitado ou em processo de aquisição.

Domicílio particular alugado (ocupado)
De propriedade de terceiros, o(s) residente(s) paga aluguel pelo seu uso.

Estimativas de população
As estimativas de população segundo o tamanho e a composição para diversas datas do passado, presente ou futuro podem ser obtidas mediante vários procedimentos, inclusive alguns dos que se usam para as projeções de população.

Média de anos de estudo
Total de ‘anos de estudo’ das pessoas de uma determinada idade dividido pelo número total de pessoas na mesma idade.

 

Mediana
A mediana de um conjunto de dados é a medida de centro que é o valor do meio quando os dados originais estão arranjados em ordem crescente ou decrescente de magnitude. Pelo fato de a mediana não ser tão sensível a valores extremos, é em geral, usada para conjuntos de dados com um número relativamente pequeno de valores extremos.

Nascido vivo
Filho que, após a expulsão ou extração completa do corpo materno, independentemente do tempo de duração da gestação, manifestou algum sinal de vida (respiração, choro, movimentos de músculos de contração voluntária, batimento cardíaco etc.), ainda que tenha falecido em seguida.

Naturalidade
Local de nascimento das pessoas, assim considerada a Unidade da Federação para os brasileiros natos e o país de nascimento para os brasileiros naturalizados e estrangeiros.

Negligência
Foram considerados como negligência os casos de abandono de incapaz, descumprimento do dever para com o menor, desobediência a decisão judicial, exposição de menor a riscos, perigo à vida ou saúde do menor e venda e/ou oferecimento de bebida alcoólica a menor.

População residente
População de direito, constituída pelos moradores presentes e moradores ausentes (por período não superior a 12 meses) na data do censo.

Razões de dependência
É uma medida que expressa o peso da população em idade potencialmente inativa sobre a população em  idade potencialmente ativa. No caso da razão de dependência total, é o resultado do quociente entre as populações de 0 a 14 anos e o segmento populacional com idades entre 15 a 64 anos. O resultado é expresso em percentual.

Taxa de analfabetismo
Percentagem de pessoas analfabetas de um grupo etário, em relação ao total de pessoas do mesmo grupo etário.

Taxa de desocupação
Percentual das pessoas economicamente ativas que estavam procurando trabalho; É a percentagem das pessoas desocupadas em relação às pessoas economicamente Ativas.

Taxa bruta de mortalidade
Representa a freqüência com que ocorrem os óbitos em uma determinada população. É o quociente entre os óbitos ocorridos em um determinado ano e a população ao meio do ano, vezes 1000.

Violência física
Foram considerados como violência física os casos de aborto induzido (até nove meses de gestação), afogamento, lesão corporal com menor, lesão corporal culposa com menor, lesão corporal dolosa com menor, maus tratos contra menor, tentativa de homicídio contra menor e vias de fato.

Violência sexual
Foram considerados como violência sexual os casos de abuso sexual, assédio sexual, atentado violento ao pudor, ato libidinoso, ato obsceno, corrupção de menores, estupro, exploração sexual comercial sem intermediários, importunação ofensiva ao pudor, prostituição de menores, tentativa de abuso sexual e tentativa de estupro.

Violência psicológica
Foram considerados como violência psicológica os casos de ameaça contra menor, ameaça de seqüestro de menor, calúnia, constrangimento ilegal, dano, difamação contra menor, direito de expressão censurado, indução do menor ao suicídio, indução do menor ao uso de arma de fogo, injúria, perturbação contra menor, perturbação da tranqüilidade (art. 65 da LCP), perturbação do sossego, seqüestro de menor e racismo.

____________

Fonte:

- IBGE (Conceitos e Definições Estatísticas do Século XX)
- ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente)
- SECRETARIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL
- TRIOLA, Mario F.; Introdução à Estatística - Rio de Janeiro: LTC, 2005.

 
Diagnóstico Social da Criança e Adolescente - Joinville - SC - faleconosco@criancaeadolescentejlle.org
Desenvolvido por:  Núcleo Criativo Painel